Ser professor é uma opção!

Por Elisangela Goulart

Muitos dizem que ser professor é um gesto de amor, uma missão, é o profissional que forma todos os outros, é um ato de entrega… E existem muitas outras explicações que seguem essa linha. No entanto, ser professor, no meu entendimento, não é nada disso! Embora evolva muito amor, ser professor requer muito mais profissionalismo e comprometimento que sentimento. Pois, estar à frente de uma sala de aula exige um equilíbrio emocional para lidar com os desafios diários, uma postura ética e cidadã para respeitar as diversidades, uma visão de mundo apurada para dar sentindo aos conteúdos trabalhados e, sobretudo, assumir responsabilidades que estão além do ambiente escolar, assim como muito bem falou Hannah Arendt: “a educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele.”, ser professor, portanto, é se posicionar perante a sociedade e indicar caminhos para o desenvolvimento humano. Ser professor é chamar pra si o compromisso de caminhar junto com outras pessoas por uma transformação social, é entender que com uma única fala é possível encorajar os alunos a seguirem seus sonhos de vida.

Além de participar efetivamente da construção do conhecimento de outras pessoas, sejam elas crianças, adolescentes, adultos ou idosos, ser professor é se permitir crescer em vários aspectos, por exemplo, aprender com o tempo a relacionar-se com as pessoas dando a elas a devida atenção para que a troca de experiências aconteça, principalmente, quando se trata da relação entre professor e aluno; é aprender a trabalhar em um ambiente, no caso o escolar, que nos força a movimentar as nossas ideias, pensamentos e ações, e isso, é muito enriquecedor; é aprender a compartilhar, seja o lanche na sala dos professores ou as alegrias de uma conquista no processo de ensino e aprendizado e as dificuldades encontradas pelo caminhar educacional; é entender que todos nós aprendemos quando entramos em uma sala de aula, em um laboratório ou em um trabalho de campo, mesmo estando na condição de professor, porque é lá que o conhecimento se constrói.

Por todos esses motivos é que eu optei em ser professora, e em nenhum momento da minha carreira eu enxerguei a profissão professor como inferior quando comparado as outras áreas do mercado de trabalho, pois, quando se fala de desconstruir e construir o conhecimento junto aos alunos, isso pra mim, é de uma responsabilidade que, talvez, muitos professores ainda não internalizaram a sua real necessidade e importância para uma sociedade, principalmente a nossa, que carece de especialistas em refletir e não reproduzir a nossa realidade.

E para não dizer que deixei de falar de sentimento: sim, ter escolhido a carreira docente, foi a minha melhor decisão, porque me apaixono pelo meu trabalho sempre que ouço de um aluno “professora, agora faz sentido…”, me apaixono ainda mais quando um aluno questiona, porque é a partir do nível da dúvida que se avalia o quanto a nossa aula atingiu o seu objetivo, e fico completamente apaixonada pelo que faço quando ex alunos me procuram – pelas redes sociais, principalmente – para dizer que a minha aula o ajudou de alguma forma, e fazer parte positivamente da vida de outras pessoas, mesmo quando elas já saíram da escola, é de fato, apaixonante!

 

elisangela

Fonte da imagem: pixabay.com

2 comentários sobre “Ser professor é uma opção!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s